segunda-feira, 30 de julho de 2012

Olimpíadas - Brasil x Bielorrússia


Olimpíadas

Bom dia pessoal! Como havíamos adiantado fomos ontem ao estádio Old Trafford, o estádio do Manchester United, em Manchester, Norte da Inglaterra, para acompanharmos a segunda partida do Brazilian Team, como eles se referem aqui a equipe brasileira. Vou começar contando a vocês um pouco sobre a organização desse jogo, aliás, das Olimpíadas como um todo. Compramos os ingressos pela internet há cerca de 10 dias, mas apenas no sábado, quando fomos buscar os ingressos, soubemos exatamente onde seriam nossos assentos. Bem, para quem não sabe o Old Trafford, também chamado aqui de Dream Theatre, tem capacidade para acomodar até um pouco mais de 76 mil espectadores. O estádio é monstruoso e mesmo assim a organização para os torcedores é algo de impressionante. Impressionante também é a quantidade de voluntários e profissionais de apoio aos Jogos Olímpicos e mesmo de funcionários do referido estádio que auxiliam e muito todas as milhares de pessoas que chegam lá para acompanhar os jogos. Eles são extremamente dispostos e educados, estão sempre observando os espectadores e voluntariam-se a qualquer momento para ajudar e informar quem  for necessário. Bem, pagamos £ 40 libras por pessoa, algo em torno de R$ 120,  para ficarmos na melhor localização do estádio, em uma área coberta e bem no centro do campo. Diferentemente da maioria das arenas brasileiras, os estádios em sua imensa maioria aqui na Europa nos permitem ficar extremamente perto do gramado, o que é muito legal, pois podemos acompanhar as partidas bem de pertinho, dando para ouvir, inclusive, os jogadores conversando dentro do campo. Outra coisa bacana é que, pelo preço de £ 40, pudemos assistir a dois jogos: primeiro o sonolento duelo de baixo nível futebolístico entre Egito e Nova Zelândia, depois a esperada partida do Brasil. Outra coisa interessante é que eles vendem cerveja dentro do estádio, porém os espectadores só podem consumir o líquido sagrado no saguão onde ficam os banheiros e onde são comercializadas comidas e bebidas. Mesmo assim é divertido poder tomar uma breja dentro do estádio, coisa que no Brasil é proibida. Enfim, sobre o jogo. Pessoal, é muito gratificante ver como os europeus são totalmente apaixonados por nós, brasileiros, e lógico, pelo futebol praticado pelos brasileiros. Ontem, o estádio recebeu um ótimo público, já que mais de 66 mil pessoas estiveram lá, principalmente, óbvio, para ver a seleção canarinho em campo. Do lado de fora do estádio, horas antes da partida, por volta das 10 da manhã daqui, eu pude observar uma grande quantidade de ingleses, muitas crianças e adolescentes, comprando adereços brasileiros: camisas, cachecóis, chapéus, bandeiras inclusive. Dentro do estádio, então, pude observar mais ainda a paixão de todo o povo daqui pelo nosso futebol, que todos sabem não anda lá aquelas coisas: posso garantir que mais de 80% do estádio era verde e amarelo. Realmente o Brasil e, principalmente, o futebol brasileiro, é tido por eles como um verdadeiro mito dentro do esporte, graças a Pelé, Rivelino, Tostão, Careca, Sócrates, Garrincha, Romário e Ronaldos. E agora, claro, o Neymar. Outro ponto de destaque é justamente esse atleta de apenas 20 anos. Ele é muito, mas muito conhecido aqui. Estampa, diariamente, diversas capas de jornais e revistas, especializadas ou não. É mesmo emocionante ver isso. Do nosso lado, no estádio, estava um senhor russo e este estava lendo um artigo sobre o Neymar. Pude observar com meus olhos curiosos que esse artigo dizia tudo sobre o garoto: idade, peso, local de nascimento, atributos técnicos e táticos, etc, etc. Bem, quando a Seleção Brasileira subiu ao gramado, para o aquecimento, o barulho tornou-se ensurdecedor! Muitos gritos de apoio, palmas, pessoas de pé,  como em um teatro mesmo, observando e aplaudindo o Brazilian Team. E quando a partida começou, então, a gritaria foi  infernal! O Brasil saiu perdendo o jogo, mas logo alguns minutos depois igualou o placar com gol de cabeça de Pato. A partida seguiu com alguns momentos de tensão, já que o técnico adversário armou um esquema tipo, todo mundo na zaga, o que dificultava muito a infiltração dos atacantes na grande área deles. Mesmo o habilidoso Neymar sofria para conseguir driblar, visto que todos os jogadores adversários estavam formando um verdadeiro ferrolho na tentativa de impedir a aproximação brasileira. Só que, depois da falta perfeita cobrada pelo glorioso Neymarzito, abrindo vantagem para o Brasil, as coisas ficaram mais fáceis. Neymar ganhou confiança e começou a se soltar mais e mais, dando um verdadeiro baile nos brutamontes bielorrussos. Magrinho e ligeiro pra cacete, Neymar passou a infernizar a zaga da Bielorrússia e o terceiro gol, no último minuto de jogo, tornou-se inevitável. Neymar passando por dois marcadores e dando um verdadeiro presente, de calcanhar, a Oscar, que com muita competência e categoria anotou o terceiro gol verde e amarelo dando números finais a partida. Esperamos um pouquinho para sair do estádio e do lado de fora tivemos a sensação de estarmos no Brasil: bateria de escola de samba e bandeiras brasileiras no estacionamento davam a música, cenário e figurino da nossa querida terrinha. Cervejinha na mão e samba de primeira! 























































Agora é esperar a próxima fase, já que o jogo contra a Nova Zelândia será apenas para cumprir tabela. E, para esse jogo, um novo show brasileiro é esperado, já que os neozelandeses não entendem absolutamente nada de futebol. Beijo pra vocês, voltaremos em breve com mais notícias e fotos aqui da Inglaterra. Fui!!!

Um comentário:

  1. Porque Brasil X Bielorrússia? Não entendi!

    ResponderExcluir