segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Adeus Brigitte!


Como a gente pode amar tanto um animal? A Brigitte entrou para a nossa família no ano em que eu fui fazer intercâmbio. Quando voltei fiquei morrendo de ciúmes dela,...mas aos poucos ela foi me conquistando com seu jeitinho meigo e carinhoso. Quando estava triste ela vinha e colocava sua cabeçinha no meu colo e me olhava como se soubesse o que estava sentindo. Muitas vezes no meio da noite pulava na minha cama e dormia do meu lado.

Quando engravidei, foi a vez dela de ficar com ciúmes e fazia xixi na minha cama. O Pedro nasceu e ela dormia todos os dias na porta do quarto dele, como se estivesse tomando conta.

Muito mais do que uma companheira, a Brigitte era como uma irmã para nós e era tratada como se fosse da família. Vá com Deus Brigitte. Você sofreu muito nestes últimos anos com esse câncer maldito que mesmo com várias cirurgias ele voltava. O que nos conforta é você partiu dormindo.

Te amamos! Você fará muita falta......beijos

Um comentário:

  1. Nossa que linda homenagem.....com certeza fará falta!!...Bjux Gde

    ResponderExcluir